Blog Meu Despachante
Modern technology gives us many things.

Por que preciso pagar o IPVA?

0
Você sabe porque pagar o IPVA – imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – é obrigatório em todo o território nacional? Como o valor é calculado e onde ele é aplicado? Por que alguns veículos são taxados e outros não? O que acontece quando o pagamento não é feito? Para te ajudar a entender melhor sobre esse imposto e a obrigatoriedade dele, não perca o artigo de hoje.

Mas porque, afinal, preciso pagar o IPVA?

O pagamento do IPVA é obrigatório e cobrado anualmente dos proprietários de veículos terrestres, como carros, motocicletas, caminhões e ônibus. Os valores arrecadados são destinados aos estados e municípios onde o veículo foi licenciado e, diferentemente do que se imagina, nem sempre a receita é aplicada estritamente a melhorias em ruas e estradas. Como os valores são divididos em 50% para o estado e os outros 50% para o município, cabe a cada um destinar o montante em quais áreas quiser. De modo geral, a receita é sempre investida em serviços públicos.

Por que alguns veículos são taxados e outros não?

Na maioria dos estados, os carros com data de fabricação mais antiga acabam não sendo taxados pelo IPVA. Além deles, há outras situações em que o proprietário fica isento do imposto, como portadores de deficiência física ou intelectual, ou doenças crônicas. Todos os anos, a Secretaria da Fazenda divulga uma tabela com o preço médio de venda dos veículos. Assim, o IPVA é calculado com base no valor venal do veículo e cabe a cada estado definir a porcentagem a ser cobrada.

Quais os riscos de não pagar o IPVA?

Débitos atrasados do IPVA podem gerar algumas dores de cabeça. Primeiramente, sem o pagamento desse imposto não será possível fazer o licenciamento. Assim, as chances do veículo ser apreendido são bem grandes. Além disso, IPVA atrasado pode acarretar na inclusão do nome do dono do veículo na dívida ativa, correndo o risco, novamente, de perder o carro. Isso sem falar nas multas, juros e diárias caso o motorista com documentação irregular seja parado por autoridade policial e o veículo encaminhado ao pátio do Detran.

Posso parcelar IPVA atrasado?

Na verdade, cada estado tem uma regra diferente para pagamento do IPVA.  A maioria deles, no entanto, oferece três possibilidades:
  1. À vista com desconto no mês de vencimento da primeira parcela
  2. À vista sem desconto no mês seguinte ao vencimento da primeira parcela
  3. Parcelado em três vezes, sem desconto, de acordo o final da placa do veículo
Entretanto, essas três opções nem sempre são viáveis para a maioria das pessoas. Isso porque no início do ano, período em que o IPVA é cobrado, outras contas batem à porta do brasileiro. Por essa razão, o pagamento desse imposto acaba ficando de lado, acarretando em multas, juros e negativação do nome do proprietário. Nesses casos, para quitar os débitos em atraso é preciso pagar os valores à vista, o que nem sempre é possível. Pensando em atender essa demanda, o Meu Despachante oferece uma quarta via, de modo a otimizar o orçamento dos motoristas: todos os débitos do veículo, estejam em dia ou não, podem ser parcelados em 12x no cartão. E como muitas pessoas não têm um limite alto de crédito, o site do Meu Despachante oferece a possibilidade de fazer o parcelamento usando até quatro cartões de crédito diferentes. Ficou interessado e quer saber mais? Acesse www.meudespachante.net.br consulte sua placa e regularize os débitos do seu veículo. Ahh e não esqueça de acompanhar as novidades do setor na nossa página no Facebook 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.